11 março 2008

11 março 2008

Arroz de pato

13 comentários
 
É um prato de confecção simples e que acho muito saboroso. Fiz a cozedura do arroz com a água do pato, enriquecendo o sabor.

A água de cozer o pato seguiu os preceitos de preparar um caldo de aves.

A minha mãe costuma apurar o pato desfiado numa frigideira com um fio de azeite com alho mas saltei esse passo, para evitar mais gorduras.

Preparação:

Para o caldo de cozer o pato:

4 litros de água
1 cebola média
1 cenoura média
Meio alho francês (inclui as folhas verdes)
1 folha de louro
5 grãos de pimenta, esmagados
1 golpe de vinagre
1 golpe de molho de soja
2 colheres de chá de sal
1 pato grande (2 a 3 quilos)

Junte todos os ingredientes numa grande panela, e adicione o pato, já desmembrado. Levante fervura e retire as impurezas superficiais com a escumadeira. Deixe cozer lentamente em lume brando durante hora e meia. Retire o pato e desfie a carne enquanto coze o arroz.

Para o arroz:
400 gramas de arroz
Água q.b. da cozedura do pato (3 vezes o volume do arroz será adequado)
Meio chouriço.

Ponha o arroz num tacho, utilizando um copo graduado. Adicione agora a água da cozedura do pato. Encha o copo medidor e descarte o máximo de gordura superficial. Junte ao arroz e deixe cozer.

Aqueça o forno a 180º/200º. Num pirex ou recipiente de ir ao forno, deite metade do arroz. Sobreponha o pato desfiado, e espalhe o restante arroz por cima, tapando o pato. Corte o chouriço em rodelas grossas e disponha no arroz. Pode juntar uma concha de água da cozedura se o arroz lhe parecer seco.

Leve ao forno a alourar. Sirva com uma salada de alfaces e tomate cereja, temperados com sal, azeite, vinagre, e orégãos.

Não deite fora a água sobrante nem os ossos. Servirão para uma bela sopa.

13 comentários


Elvira disse...

Até pode ser de confecção fácil, mas respeito tanto um arroz de pato bem feito que só fiz uma vez. Não achei a minha versão suficientemente boa comparada com as de algumas tascas lisboetas. Arroz de pato é bom e pronto. É daquelas coisas que me conseguem fazer sorrir de alegria quando penso em comida portuguesa. :-)

Abraço.


Chef Janvier disse...

Olá Elvira,

Há um ou outro segredo no arroz de pato que eu ainda não cheguei lá. Um deles é fazer o arroz ficar bastante acastanhado. Deve ser simples, mas desconheço. Esta minha versão deixa o arroz pouco gorduroso e bastante saboroso, embora haja quem prefira que a gordura do pato vá para o arroz para enriquecer o sabor.

Agora, arroz de pato é coisa boa não é?


Marizé disse...

Concordo com ambos os chefes acima: arroz de pato é uma delicia, e um icon na cozinha portuguesa.

Bjs


Amor eSabores disse...

Gosto muito de arroz de pato, em casa faço uma versão mais rápida com frango,costumo cozer junto com o frango, o chouriço, uma cebola e uma cenoura,é nesse caldo que posteriormente cozo o arroz..
mas não há dúvida , arroz de pato é bem português..


Filipa disse...

Eu também adoro arroz de pato e tal como a si nunca me sai escurinho. Disseram-me que é preciso usar arroz vaporizado, mas sinceramente ainda não experimentei. Parece-me uma boa ideia experimentar este fim de semana com a sua belíssima receita.


Migas disse...

Também é um dos meus pratos favoritos. Contudo, o "segredo" para que ele fique mais escuro, também não o sei. O meu faço-o mais ou menos como este. Contudo, desconfio de uma coisa: será que não é muito molho de soja, para que fique escuro? Eu já ouvi falar que era isso mas, como acho que fica mais saudável sem, e saboroso também, nunca experimentei.


Virtual Chef disse...

É o meu prato favorito...! Tudo o que ou possa acrescentar poderá ser entendido como doentio.
Abraço.


Anónimo disse...

NEM ME PARECE ESTAR A LER COISAS DE PORTUGUESES E COZINHEIROS, ENTÃO NÃO SERÁ QUE PARA O ARROZ FICAR ESCURO BEM ESCURO SE FAZ UM BELO REFOGADO COM BOM AZEITE? ESTE É UM DOS SEGREDOS QUAL SOJA QUAL QUÊ. ACHAM ENTÃO QUE OS GRANDES COZINHEIROS DE ALDEIA USAM SOJA? JÁ AGORA O MELHOR ARROZ DE PATO QUE ALGUMA VEZ COMI SERVE-SE NUM RESTAURANTE CHAMADO "FURNAZINHA" NOS ARREDORES DE BARCELOS, É DIVINO, E TAMBÉM EM MINHA CASA O MEU MARIDO FAZ UM QUE É DIVINO. BJ


Chef Janvier disse...

Olá Anónima BJ,

Descobri entretanto que no alentejo juntam-lhe vinho tinto, o que contribui para um tom mais escuro. Tenho de experimentar esse tal refogado, deixá-lo escurecer e usar no arroz.


Anónimo disse...

Creio que para ele ficar mais escuro, o truque é deixar o refogado de cebola quase queimar. Li isso numa receita, mas não experimentei porque não gosto do sabor de cebola "torrada".

Bons cozinhados.


Isoares disse...

Olá
Em relação à cor escura do arroz foi sempre uma dúvida minha. Experimentei várias alternativas, até que num restaurante onde o arroz de pato é uma delícia e um prato de eleição fiquei a saber que o segredo que eles usam é de facto a soja.
Experimentei e ficou uma delícia.
A dose da soja é que fui experimentando pois tinha receio de ficar com sabor e muito escuro e nas primeiras vezes ficou menos escurinho.
Agora já consigo a "olhometro" saber a dose e o arroz não me fica a saber esquisito. Fica muito bom


busycat disse...

Bem,em minha casa o segredo para o arroz do pato ficar escuro,é ele(o pato ser assado e não cozido,e do molhinho do tabuleiro se acrescentar água para cozer o arroz.è este o segredo do arroz de patoà antiga,minha mãe e minha avó faziam assim,e eu assim aprendi.Tenho a sorte de comer arroz de ganso mais vezes que arroz de pato,a carne é ainda mais saborosa e a pele menos gorda.


Anónimo disse...

O segredo para o arroz de pato ficar escuro é cozer o pato com o chouriço de "sangue" ou usar msm o sangue do pato. Fica delicioso!


 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff