01 abril 2009

01 abril 2009

Crocodilo à aborígene

4 comentários
 
No dia 1 de Abril gostamos de partilhar uma receita especial. Hoje temos um grelhado, sempre saboroso e apetecível neste início quente de Primavera. A preparação é rudimentar, mas será uma festa para família e amigos.

Serve 15 pessoas e 12 cães

Ingredientes:
1 crocodilo jovem

Equipamento especial de cozinha:1 enxada
1 catana
15 Folhas largas de palmeira
30 a 40 kg de madeira seca

Preparação:
De manhã cedo, saia para caçar ou comprar um crocodilo jovem de 1,5 a 2 metros de comprido. No campo, recolha a lenha e faça uma fogueira para ter abundância de brasas. Abra uma vala com meio metro de profundidade, e com dimensão para o seu espécimen. Remova as entranhas se preferir a carne mais seca. Faça uma cama de brasas no fundo da vala e deite nela o crocodilo. Cubra com brasas e tape com terra. Deixe cozinhar por umas 8 horas.

Com a enxada destape o seu “forno de terra”. Corte postas de crocodilo com uma catana e sirva em folhas de palmeira.

Sendo esta a receita tradicional, pode também temperar o interior do crocodilo com abundante azeite, sal e pimenta de cayenne esmagada e rechear com algumas folhagens aromáticas como ramos de erva-príncipe e carqueja.

Dê os ossos aos cães.

Bom proveito!

4 comentários


Alfredo M B Caiano Silvestre disse...

Acrescentaria que a melhor bebida para tão opíparo repasto é "leite de pombo"!


Chef Spadanini disse...

ah, belíssimo aspecto! :D


LPontes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

LPontes disse...

Ah! Que saudades dos tempos de África e de um crocodilozito mal passado!

Só não posso concordar com a sugestão de eviscerar o bichito: é que a caca é o verdadeiro tempero do pitéu!


 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff